PAVÃO





Reino: Animalia
Filo:
Chordata
Classe:
Aves
Ordem:
Galliformes
Família:
Phasianidae
Género:
Pavo

Nome científico:
Pavo cristatus


Origem
O pavão é uma ave de grande porte, com origem na Índia, onde já foi considerado um animal sagrado. Nesses tempos, o castigo aplicado a quem voluntariamente matasse uma destas aves, podia ser a pena capital. Apesar de ser um animal de quinta, o pavão é, acima de tudo, uma ave ornamental, que pode ser encontrada em muitos jardins públicos. O seu som característico, alerta-nos para a presença deste animal, mesmo quando não o vemos, embora ele nos esteja a observar.

Beleza para cortejar

Quando o pavão abre o seu leque de penas, está à procura de uma pavoa para cortejar, é para esse efeito que os machos usam as suas cores garridas.
A pavoa, como acontece com as fêmeas de quase todas as aves, é bastante mais discreta. Embora seja também de grande beleza, as suas cores menos vivas servem como camuflagem para proteger o ninho, ou as crias, dos predadores.

Hábitos

Para passar a noite, o pavão sobe para os ramos mais altos dos arbustos, ou mesmo árvores, para se sentir protegido. Caso sinta algum predador por perto, emite repetidamente o seu som característico, para o afugentar, e para avisar as outras aves da presença de intrusos.
O pavão é uma ave muito territorialista, portanto, sempre que sente o seu território invadido por outro macho da mesma espécie, vai lutar com ele, até que o estranho abandone o seu território. Se, eventualmente, perder uma luta, então retira-se, para procurar outro território e lutar pela sua posse. Durante o tempo que dura a época do acasalamento, o pavão faz ecoar a sua voz noite e dia, sendo por isso um animal desaconselhado para viver em zonas muito habitadas.

Reprodução

A pavoa põe, em média, 6 a 8 ovos, que levam cerca de 30 dias a eclodir.


Longevidade

Um pavão pode viver cerca de 30 anos, e medir cerca de 2 metros

1 comentários:

Cintia disse...

É uma ave linda e apaixonante! Não sabia q ele subia em árvores e que seus sons eram tão fortes.
Adorei aprender mais um poouco.
abçs
cintia | preservblog