COBRAS DE DUAS CABEÇAS

http://www.unb.br/ib/zoo/grcolli/jalapao/Amphisbaenaalba.jpg



Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem:
Squamata
Família:
Amphisbaenidae
Género: Amphisbaena
Espécie: A. alba
Nome científico: Amphisbaena alba
Nome vulgar: Cobra-cega
Nome em inglês: White-bellied wormlizard


Lenda e mitos
A imaginação p
opular é repleta de mitos e lendas e quando o assunto é serpente os produtos da imaginação tornam-se ainda mais férteis.Quem já não ouviu falar da Medusa e sua cabeça adornada por inúmeras víboras ou da Hidra de Lerna que tinha inúmeras cabeças de serpente?

Mitos e boatos a parte, há quem jure já ter visto uma cobra de duas cabeças. Será possível? Podemos dizer tratar-se de uma meia verdade.

Explicando melhor, existem duas possibilidades. Vez por outra, jornais sensacionalistas noticiam a existência de uma cobra com duas cabeças, uma do lado direito e outra do lado esquerdo. São casos raros de espécimes teratogênicos, isto é aberrações do mundo animal, produtos de algum erro geneticamente determinado.

A outra possibilidade é na verdade um fato natural que diz respeito aos anfisbenídeos, répteis serpentiformes, sem patas, que são popularmente conhecidos como cobras de duas cabeças.

Neste caso, que não representa qualquer aberração genética, o animal teria uma cabeça anterior e outra posterior. Claro que isso não é verdade. O fato é que a natureza dotou esses répteis de uma cauda curta, arredondada e muito parecida com uma segunda cabeça.

Assim como muitas pessoas, outros animais, incluindo os predadores em potencial, podem confundir a cauda com a cabeça.

Descrição
O corpo, coberto de pequenas escamas com sulcos longitudinais e transversais; tem uma coloração que varia de branco e bege-escuro. Atinge 60 cm de comprimento e tem forte musculatura.

Quando molestados, os anfisbenídeos movimentam a cauda como se fosse uma cabeça, chamando ainda mais a atenção do predador. Se tiver de ser atacado, é melhor que isso ocorra na cauda e não na cabeça.

Na verdade, os anfisbenídeos são incluídos no grupo dos lagartos. Como as serpentes, evoluíram a partir de lagartos que viveram a vários milhões de anos atrás e se adaptaram a uma vida subterrânea. Por isso, têm o corpo roliço, alongado e sem patas.

Ao contrário da maioria das serpentes, que voltaram a viver sobre a terra, as cobras de duas cabeças continuaram apresentando hábitos subterrâneos. São escavadores eficientes, cujo crânio fortemente ossificado é extremamente resistente para forçar a terra quando estão abrindo galerias subterrâneas. Podem viver uns 20 anos.

Alinentação
Pequenos invertebrados, incluindo artrópodes, larvas de cupins e outros insetos.
Carnívoros, em cativeiro alimentam-se de insetos e recém-nascidos de camundongo.

Reprodução

São répteis ovíparos cuja biologia reprodutiva ainda é muito pouco conhecida, mas sabe-se que põe de 2 a 8 ovos sob o solo.


Distribuição geográfica

Vivem na América do sul habitando áreas de florestas e planícies, sob o solo, podendo ser encontradas em cerrados e campos.

5 comentários:

Geraldo disse...

Bom dia,
Gostaria de saber se a "cobra de 2 cabeças" - Amphisbaena alba - é venenosa. Não aparenta ser mas, como sou leigo no assunto, fica a questão.
Hoje nossos gatos trouxeram + 1 para dentro de casa, conseguimos salvar a cobra e devolvemos ao jardim.
Grato.

MiKa disse...

Muito bom dia Geraldo, é otimo ver a participação com duvidas no meu blog, vamos as explicações, primeiro, a dois animais muito parecidos entre si na aparencia mas não se engane um é um reptil que é a Amphisbaena que existem varias espécies não so a alba, e o outro é um anfibio chamado de giminofiona que é um anfibio com o corpo no formato serpentiforme ou seja em forma de serpente, mas pode ficar tranquilo pois os exemplares de todas as espécies descritas são totalmente infensivas quanto assunto peçonha e veneno, so que a Amphisbaena tem uma boca visivel e cheia de dentes ao contrario da giminiofiona que não é bem visivel sua boca, a unica coisa que é perigoso e levar uma mordida da Amphisbaena fora isso não ha problemas, lembrando que estou falando de espécies brasileiros pois não tenho conhecimento sobre espécies existentes em outros paises.

Obrigado pela participação e espero ter lhe esclarecido quanto a sua duvida.

GCalmon disse...

Mika, bom dia.
Agradeço os esclarecimentos. Minha preocupação é com os gatos, que na falta do que fazer trazem estes "presentinhos" para dentro de casa. A maioria conseguimos salvar e devolvemos ao jardim.
No caso em questão, com certeza não é anfíbio.
Quando tiver outra dúvida, retorno blog.
Abraços.
GCalmon.

Edson Santos disse...

boa tarde gostaria de saber se uma criança for mordido por uma Amphisbaena alba, e perigoso, ocorre algum problema com a criança. pois muitos falam que se for mordido a pessoa ao a criança pode ficar cego e depois pode vir a obito. gostaria de saber pois ontem fui para a roça com minha familia e meu menino de 9 anos foi mordido por uma Amphisbaena alba (cobra de duas cabeças).

MiKa disse...

Bom, Edson, quanto ao perigo de risco de vida ele não existe, pois a cobra de 2 cabeças como dito nos comentários acima, não são nem peçonhetas e nem venenosas.

o que pode ocorrer é algum tipo de infecção local se não for bm limpa a arpea no local do ferimento, por causa da ação de bactéria, que podem haver na boca do animal ou no ambiente da lesão, mas se tiver sido bem higienizado o local do ferimento logo após o acidente, vai ficar tudo bem, e logo ele vai estar pronto pra novas aventuras na roça.

E em qualquer sinal de infecção é bom consultar um médico.

Espero ter esclarecido sua dúvida, abraços.